Desperte em seu colaborador motivos para ação

Preparar a equipe para os desafios exigidos nos tempos atuais é como reger uma orquestra; os componentes devem ter competências diversificadas, afinamento e harmonia. O papel do líder, nesse cenário, é manter a chama acesa. Isso será possível quando as necessidades individuais forem atendidas, sendo o reconhecimento um dos fatores motivacionais, a maneira de perpetuar bons comportamentos. Colaboradores satisfeitos se engajam na busca de resultados excelentes.

Para atingir esse grau de excelência, a boa comunicação é o instrumento fundamental, especialmente a comunicação não-verbal. Vale destacar que o tom de voz, expressões faciais, postura e gestos transmitem mais informações que as palavras propriamente ditas. Fazer fluir as estratégias, levar ao conhecimento dos liderados as diretrizes definidas para o sucesso da organização e, acima de tudo, satisfazer seus anseios, é função do líder. Dessa forma, a equipe irá se envolver, se sentirá motivada a superar barreiras.

A pergunta para sua reflexão é: Os líderes sabem o que seus liderados realmente precisam?

Pesquisa realizada pelo instituto Gallup com líderes e liderados, separadamente, apontou resultados surpreendentes. Na visão dos líderes, seus liderados queriam: 1- salários, 2-recompensas, 3- ambiente, 4- reconhecimento. Já os colaboradores classificaram como: 1- reconhecimento, 2- condições de trabalho, 3- ambiente e 4-salário. O resultado da pesquisa evidenciou a distância que há entre pensamentos de líderes e expectativas de seus liderados.

Conhecer o perfil da equipe é a chave para compreender seus desejos e aplicar recursos adequados de motivação e inspiração.

Por falar em motivação, “dinheiro” é ou não é motivador? Na realidade, um conjunto de coisasdesperta a motivação, o dinheiro é de fato um dos motivadores, todavia, quando acaba, a motivação se vai com ele. É preciso aplicar outros instrumentos além do dinheiro para manter a chama acesa, o reconhecimento, a informação, oportunidade de crescimento e desafios são alguns dos ingredientes motivacionais.

Líderes energizados, dotados de competências de liderança, contagiam a equipe, sabem influenciar e despertar a motivação em seus colaboradores, conseguem formar profissionais competentes, interdependentes e resilientes. Eles se comunicam.

“A comunicação age como a cola que prende todos os demais processos em equipe. Quando a cola não é forte o bastante, as equipes desmoronam”.

Salas, E.

Noscilene Santos, Coaching Internacional, certificada pelos Institutos ICI e ECA. Autora do Manual Prático de Coaching – Ferramentas para potencializar competências de liderança; coautora do livro Ser mais com PNL e apresentadora do programa A Hora do Coaching – clictv.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *